sexta-feira, 3 de abril de 2009

COMO SURGIU A EXPRESSÃO TCHÊ?


Sotaques e regionalismos na hora de falar são conhecidos desde os tempos de Jesus. Todos na casa do sumo sacerdote reconheceram Pedro como discípulo de Jesus pelo seu Jeito “Galileu” de se expressar.


No Brasil também existem muitos regionalismos. Quem já não ouviu um gaúcho dizer: “Barbaridade, Tchê”? Ou de modo mais abreviado “bah, Tchê”?


Essa expressão, própria dos irmãos do sul, tem um significado muito curioso.


Para conhecê-lo, é preciso falar um pouquinho do espanhol, dos quais os gaúchos herdaram seu “Tchê”.


Há muitos anos, antes da descoberta do Brasil, o latim marcava acentuada presença nas línguas européias como o francês, espanhol e o português. Além disso o fervor religioso era muito grande entre a população mais simples. Por essa razão, a linguagem falada no dia, era dominada por expressões religiosas como: “vá com Deus”, “queira Deus que isso aconteça”, “juro pelo céu que estou falando a verdade”, e assim por diante.


Uma forma comum das pessoas se referirem a outra era usando interjeições também religiosas como: “Ô criatura de Deus, por que você fez isso”? Ou “menino do céu, onde você pensa que vai”? Muita gente especialmente no interior ainda fala desse jeito.


Os espanhóis preferiam abreviar algumas dessas interjeições e, ao invés de exclamar “gente do céu”, falavam apenas Che! (se lê Tchê) que era uma abreviatura da palavra caelestis (se lê tchelestis) e significa do céu. Eles usavam essa expressão para expressar espanto, admiração, susto. Era talvez uma forma de apelar a Deus na hora do sufoco. Mas também serviam dela para chamar pessoas ou animais.


Com a descoberta da América, os espanhóis trouxeram essa expressão para as colônias latino-americanas. Aí os Gaúchos, que eram vizinhos dos argentinos, acabaram importando para a sua forma de falar.


Portanto exclamar “Tchê” ao se referir a alguém significa considerá-lo alguém “do céu”. Que bom seria se todos nos tratássemos assim. Considerando uns aos outros como gente do céu.


O seu modo de falar mostra que, de fato, você também é um deles. Mateus 26: 73


Fonte:


Rodrigo P.Silva e Lisliê V. Silva Inspiração Juvenil 2005 pag.239

27 comentários:

  1. Alécio-Foi muito bem colocado e explicado.
    Uma curiosidade que até mesmo muitos gaúcho desconhecem de onde veio tal expressão.
    Eu como gaúcho nunca me referi a uma pessoa quando chamo de tchê como uma pessoa do céu,só como um simples chamamento.

    ResponderExcluir
  2. Bah, mas agora sim que não paro de dizer Tchê! É por isso que tenho orgulho de ser gaúcho, até nossos jargões não bençãos!!!
    Muito boa essa, nem eu sabia da origem do TCHÊ!

    ResponderExcluir
  3. As mensagens são realmente muito boas.
    Que Deus ilumine e capacite cada vez mais os autores.

    Grande abraço,

    Dina Karla Miranda

    ResponderExcluir
  4. Nossa, como tu conseguie toda essa fonte de informação, nossa Tchê quer dizer gente do céu, eu sempre usei essa expressão para admiração, espanto, surpresa, alegria, em fim em todos os sentidos, eu ja sabia que vinha dos espanhóis, mas não sabia o siguinificado, parabens pelo belo trabalho.

    ResponderExcluir
  5. adorei muito legal a explicação (tche) XD

    ResponderExcluir
  6. Quem quiser saber quem sou. Olha para o céu e azul e grita junto comigo...viva o Rio Grande do Sul, TCHÊ BARBARIDADE!!!!

    ResponderExcluir
  7. Simples e interessante! muito bom!

    ResponderExcluir
  8. Gostaria de acrescentar que Tchê é uma saudação gaúcha derivada da palavra "che", sinônimo tupi-guarani que significa "amigo". Também
    significa "eu" e "meu". Mas esta palavra tão usada pelos gaúchos
    incorporou-se tanto no português do Rio Grande do Sul como no espanhol
    dos argentinos e uruguaios dos pampas fronteiriços ao Brasil por
    influência também do guarani do Paraguai. Aliás, o famoso guerrilheiro
    argentino que participou da revolução cubana, Ernesto Guevara, que
    morreu na Bolívia em 1967, era chamado de "Che" (como é escrito "Tchê"
    no espanhol). Portanto, Che Guevara significa "Amigo Guevara", que a
    história imortalizou como símbolo da rebeldia e da luta revolucionária
    esquerdista.

    ResponderExcluir
  9. ...foi o 20 de setembro o precursor da liberdade, mostremos valor constancia, nesta impia e injusta guerra, sirvam nossas façanhas, de modelo a toda terra... não é BAIRRISMO, e sim amor pela tradição e cultura que poucos tem... um forte e carinhoso abraço campero
    Michel Klein Maciel - Cachoeira do Sul - Rio Grande do Sul

    ResponderExcluir
  10. NÃO É NADA DISTO. Mania de colocarem religião em tudo...
    A expressão “tchê”, muito usada no Rio Grande do Sul, veio do espanhol “che” - uma interjeição semelhante ao nosso “ei”. O termo, usado no espanhol dos argentinos, uruguaios e paraguaios das regiões fronteiriças do Brasil, foi incorporado ao português entre os séculos 18 e 19 do dialeto rio-platense (falado na bacia do Rio da Prata pelos índios guaranis, jesuítas, população ribeirinha e bandeirantes).
    O gaúcho adotou o termo por sua proximidade com os vizinhos.

    ResponderExcluir
  11. MEU DEUS HAUAHAUHAUAH

    Tche vem de Che iru, do tupi guarani. Não existe nenhum mito nisso, é só uma interjeição que nós usamos para nos referirmos a um amigo.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Muito Obrigago pelos comentários Multicadeiras e amigos anônimos!

    Eu também encontrei a origem do TCHE no
    ( "Che iru, do tupi guarani") mas com bem pouca base e fontes!

    A origem do TCHE na espressão "caelestis" que se lê (se lê tchelestis) é bem mais presente em livros Históricos e cultura Uruguaia e Argentina, e é bem antes do Português e Espanhol recebe a influência com o Tupi- Guarani, pois trata-se de uma expressão anterior a colonização.

    Quanto o "Che iru" fica apenas no campo do "eu acho" por isso damos mais créditos a Primeira.

    MAS NA VERDADE NÃO É POSSÍVEL DETERMINAR A VERDADEIRA, MEU BLOG ELE NÃO É ACADEMICO, MAS MESMO ASSIM PREFIRO FICAR COM A QUE TEM MAIS FONTES

    UM GRANDE ABRAÇO E OBRIGADO PELA PARTICIPAÇÃO

    ResponderExcluir
  14. Bah, tchÊ, dessa eu não sabia, só que vinha do espanhol.

    Muito bom o post!

    ResponderExcluir
  15. Como eliandro e tiana citaram no começo a palavra Tche vem de origem tupi-guarani. A expressão “Che iru” (Che se pronuncia “tche”) significa meu amigo, disto também originou a expressão “xiru” muito usada pelos gauderios da região. E assim como o casal também disse,essas expressões são muito comuns nas regiões dos pampas gaúchos, uruguaios e argentinos. E para acrescentar a própria palavra gaúcho vem do dicionário espanhol.
    Conrado
    Gaucho

    ResponderExcluir
  16. Bah sou aki de Porto Alegre e queria parabenizar pelo post e é verdade mesmo veio dos espanhóis e tri bom ser gaúcho tchê

    ResponderExcluir
  17. Mto bom tchê!
    Eu tb como muito Gaúcho não sabia o significado, e concordo contigo que a versão que tu achou é mto mais plausível que a do tupi-guarani! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    Respondi seu comentário lá no meu blog sobre a postagem coicidente.
    http://sonhosealegrias.blogspot.com/2010/09/como-surgiu-expressao-tche.html

    Gostei bastente do teu blog.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Deus do céu como o povo adora babogem...
    Venho com algumas fontes então.
    Sou indigenista e convivo com índios guaranis a uns 8 anos e Xe (como escrito na grafia usada nas escolas bilingues das aldeias) é relativo a si, algo meio como "meu" mas sem conotação de posse. "Xe irum" foi um dos termos que aprendi primeiro e é simplesmente algo como "meu amigo" em tradução livre, ou "(ligado a mim) + (algo de que gosto, que me apraz, pelo que tenho afeição)". mas Xe pode ser usado pra tudo q tem relação com vc, como Xeramõe, uma expressão de respeito pelos mais velho que significa "meu avô".
    Falar em "antes dos espanhóis" é ridículo, pôsto que é uma expressão proveniente dos Guaranis, cuja nação se extendia desde a Argentina até o Espírito-Santo e do litoral até o Paraguay.
    Nossa língua é repleta de termos de origem Guarani, já que durante boa época lá nos séc XVI e XVII era a língua mais falada por aqui, muto mais do que o português, espanhol, francês(lingua internacional da época) ou latim.
    Por ex, a palavra "tá"; que usamos em sentido afirmativo ou de permissão ('tudo bem ?'-'tá!' ou 'vou pegar um copo de água, tá ?!'-'tá') não vem de 'está bem', e sim da palavra Guarani 'tá', que significa 'sim' e é usada no mesmíssimo sentido.
    Tudo culpa dos Jesuítas, dos desbravadores e colonizadores que, por ocasião e na época, eram mais Guaranis que outra coisa, porque foi o primeiro povo com contato de integração maior.
    Se quiser mais fontes vai ali no Paraguay que lá é um país bilingue e o Guarani é segunda língua oficial ou fala comigo que te levo numa aldeia e lá vcs contam outras histórias do latim pra eles...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Massa! Taí mais uma pra pesquisar aqui do nordeste! rss Nossa adoraria uma esperiência dessas. Leve-me!

      Excluir
  20. Ah é, 'Xe' é q nem falar "Ô meu !" pra um amigo...

    ResponderExcluir
  21. Sinto pelos demais, mas Pendragon está coberto de razão e quero parabenizá-lo pela profusão de detalhes e contextualização histórica. Senhores: como atribuir a origem de um termo à língua espanhola se, muito antes de eles aqui chegarem, os Tupis e os Guaranis já recorriam estas paragens? Já está mais que na hora de darmos os créditos aos índios, os primeiros habitantes que aqui chegaram. Por tudo que estudamos na escola (Estudos Rio-Grandenses, História e Geografia), não faz sentido que pensamos de modo diferente. Gostaria ainda de acrescentar que há uma teoria que postula que os Guaranis da Amazônia são os mesmos aqui do Sul e que aqui permaneceram por acharem o delta do Jacuí semelhante à bacia do Amazonas. Era isso. Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  22. "Falar em "antes dos espanhóis" é ridículo, pôsto que é uma expressão proveniente dos Guaranis, cuja nação se extendia desde a Argentina até o Espírito-Santo e do litoral até o Paraguay."
    Então pq só no RS falamos o tal "tche" e não em toda essa extensao (a brasileira)?

    ResponderExcluir
  23. adorei a expressão "TCHE" porque é simbólica na minha casa por exemplo :
    "êi cuntche eu tô aqui no tche"

    ResponderExcluir